Pragas mais resistentes, agricultores abertos à mudança e consumidores mais informados – onde é que isto nos leva?



Tem-se verificado que algumas pragas das culturas estão mais resistentes aos pesticidas, sendo o seu combate cada vez mais difícil, uma vez que a velocidade de resistência está a ultrapassar o ritmo de desenvolvimento de novos agentes químicos de combate (Figura 1, em que os insectos vermelhos representam a população resistente).


Figura 1 – Evolução da resistência das pragas à aplicação de pesticidas
Esta situação tem implicado o uso mais intensivo destes produtos de vasto alcance (em maiores quantidades e mais concentradas), o que pode significar não só a extinção das pragas, mas também da fauna auxiliar benéfica, além da inerente degradação ambiental associada.

Mas ao mesmo tempo que isto acontece, também se sentem mudanças:
- os agricultores convencionais estão a procurar apoio junto dos agricultores que produzem em Modo de Produção Biológico, para utilizarem algumas das suas práticas;
-  os consumidores procuram mais informação e querem ter uma alimentação saudável e sustentável;
- há uma maior abertura ao conhecimento e à possibilidade de o adquirir de forma prática, através de novas tecnologias como aplicações móveis, onde se inclui o OpenPD (uma app para identificação de pragas e doenças das plantas, que pode descarregar de forma gratuita http://www.openpd.eu/).

Mas estarão as partes preparadas para a mudança de mentalidades?

É que estas alterações implicam também mudanças de hábitos no dia-a-dia, e estamos a falar de situações tão diversas como:
-  o facto de se produzirem e consumirem quase exclusivamente produtos de época;
- haver um ligeiro decréscimo de produção nos primeiros anos de conversão entre tipos de agricultura, até se restabelecer o equilibrio natural;
-  em vez de monoculturas extensivas se passarem a ter culturas diversas, com maior duração dos ciclos de produção, principalmente no caso das hortícolas (com todo o planeamento e maior mão-de-obra que isso implica);
-  os preços de produção e de consumo serem ligeiramente mais caros;
- ...

Dê-nos a sua opinião, quer seja agricultor ou consumidor!

Fontes:
http://goo.gl/z4st5K
https://goo.gl/1hlxg7

0 comentários :

Enviar um comentário