Os melhores auxiliares no combate às pragas das plantas… como os observar?


Iniciamos este novo ano, com um ciclo de publicações dedicadas a alguns dos mais importantes e interessantes animais auxiliares, que apoiam o combate às pragas das plantas.

“Comer e ser comido” é uma das leis da natureza!
A vida presente na horta ou no jardim não escapa a esta regra e todo o ser vivo que se alimenta das plantas (fitófago) possui inimigos naturais (que dele se alimentam) e que se designam auxiliares.

 A maioria da fauna auxiliar das culturas pertence aos artrópodes, um grupo numeroso de animais invertebrados onde se podem incluir os aracnídeos (aranhas, opiliões e ácaros) e os insetos (bichas-cadelas, louva-a-Deus, percevejos, crisopas, sirfídeos, joaninhas, …).
Mas existem também outros auxiliares, entre as classes dos mamíferos, répteis, anfíbios e aves, como vamos descobrir ao longo das próximas semanas.

O papel da fauna auxiliar na proteção das culturas é hoje amplamente reconhecido, admitindo-se ser devido à sua atuação que mais de 90% das espécies de artrópodes nocivos não causam prejuízos.



A avaliação da importância dos organismos auxiliares nem sempre é fácil pelas seguintes razões: terem frequentemente dimensões reduzidas e comportamento esquivo.

Seguem-se alguns conselhos para ajudar na observação dos auxiliares:
  • examine cuidadosamente as folhas, na página inferior e superior;
  • aproxime-se lentamente e evite movimentos bruscos;
  • se necessário, utilize dispositivos de captura (redes) para os poder observar mais pormenorizadamente;
  • despenda algum tempo a verificar se o organismo que lhe despertou a atenção está a atacar a cultura ou se anda em busca de presas;
  • para confirmar se determinado auxiliar se alimenta de uma dada praga, experimente colocá-los juntos num local confinado.
Incentive a natureza!
Não se esqueça que, a maneira mais fácil para resolver um problema é evitar que este ocorra.


Se tiver dúvidas, tem disponível a app OpenPD de descarregamento gratuito em:  https://goo.gl/FqIWwa, para o apoiar na identificação de pragas e doenças das plantas.


Fontes:
A Horta e o Jardim Biológicos; Pears P. e Stickland S.; Publicações EuroAgro (Fev. 2006)
Guia de Agricultura Biológica, Hortas e Pomares; Thorez, Jean-Paul; Livros de Vida, Editores Lda. (1997)
Colecção “O campo no seu bolso”, nº 1, Amigos desconhecidos do agricultor – insectos, ácaros e aranhas; Edibio, Edições, Lda. (2010) 













0 comentários :

Enviar um comentário