Pragas das plantas – o que é importante saber?


Só de ouvir a palavra “praga”, o agricultor fica logo com dores de cabeça…
Mas será que são todas prejudiciais? Que fatores se devem ter em conta para ser considerada perigosa?

Nós esclarecemos!


Sempre que detetar uma praga nas suas culturas, tenha em atenção estes critérios de classificação.
Lembre-se que, os processos de combate podem ser preventivos ou curativos:
Preventivos –  essencialmente para pragas que atacam flores ou frutos, pois os estragos levam à improdutividade ou desvalorização do produto;
Curativos – atuam sobre a praga, quando esta já está instalada.


E coloque também como hipótese no combate às pragas, a utilização de:
  • fauna auxiliar  (ex: joaninhas);
  • “biopesticidas” feitos à base de plantas (ex: cravos túnicos – na imagem) e que têm efeito repelente;

preservando deste modo a sua saúde e o meio ambiente.

Tenha em consideração que os problemas relacionados com as pragas, se têm tornado mais difíceis de resolver devido principalmente ao aparecimento de espécies imigrantes, a fatores económicos, à degradação ambiental e ao aumento da resistência aos pesticidas.

Deixamos como sugestão de leitura, alguns dos artigos que já publicamos sobre a temática das pragas e o seu modo de combate:

Para o apoiar na identificação de pragas e doenças das plantas, de forma rápida e fácil, tem também a aplicação para telemóveis OpenPD, que pode descarregar de forma gratuita em https://goo.gl/11gTNJ.


0 comentários :

Publicar um comentário